terapia de casal

Terapia de Casal: O que esperar, e quando fazer?

As dificuldades na comunicação levam à busca pela terapia de casal, como um esforço para se entender e fazer a relação ganhar uma nova vida. Saiba o que esperar desse processo, e quando é a melhor hora de buscar ajuda.

Apenas no ano de 2021, 77 mil casais se divorciaram no Brasil. Além desses, outros incontáveis encerraram as relações antes mesmo de casar, ou se afastaram sem informar à justiça. O que tantos “pontos finais” podem nos dizer?

As dificuldades na comunicação, apontadas em tantos términos, também estão fazendo crescer a busca pela terapia de casal, como um esforço para se entender e fazer a relação ganhar uma nova vida.

Relacionamentos são complexos, e além do amor, exigem paciência, cuidado e compreensão. Para fazer dar certo, é preciso olhar o mundo com os olhos e sentimentos do outro, buscando acordos nas grandes e pequenas coisas para dar felicidade aos dois lados.

A terapia de casal ajuda nessa busca, pois cria um espaço de conversas construtivas, onde o casal e a pessoa guiando o processo trabalham juntas para o bem das duas pessoas e da própria relação.

Por que a terapia de casal é importante?

Muitos relacionamentos atingem um ponto onde quase todas as conversas se tornam brigas, e as duas partes não conseguem mais chegar em acordos ou soluções positivas. Quando isso acontece, cada tentativa de resolver a situação se torna mais um tijolo na parede de raiva, angústia e frustração que separa o casal.

Nesse sentido, a terapia de casal aparece como uma ponte que permite religar os dois. Isso não significa que ela vai curar o casal ou a relação, mas trará uma pessoa com o objetivo de fazer os dois “baixarem as armas” e conversarem num tom mais assertivo, evitando os conflitos.

É importante apontar que a terapia de casal só costuma ser buscada como último recurso, mas ela não serve apenas para evitar o fim. Todo relacionamento, mesmo os que estão indo bem, tem alguns pontos de conflito que podem ser amenizados antes de crescer.

Um dos lados pode estar insatisfeito com algo, mas talvez não saiba como falar sobre isso sem gerar mal-estar na outra pessoa, e a terapia de casal pode ajudar nesses momentos.

Além disso, esse tipo de pensamento também gera conflitos internos - você ama aquela pessoa e morreria por ela, mas ainda sente raiva ou frustração com o que ela fez, e também sente culpa por guardar algo negativo em relação a ela. O processo terapêutico permite organizar essas emoções, entendendo e expressando cada uma de modo saudável.

Quando buscar a terapia de casal?

É óbvio que casais vivendo grandes conflitos devem buscar a terapia de casal, mas ela também pode ser usada como uma forma de prevenção, apagando pequenas faíscas antes que elas se tornem grandes incêndios.

Muitos casais tem medo da terapia, e até um certo preconceito contra ela, por acreditar que tudo se resolve com o amor entre os dois, e buscar ajuda é um sinal de fraqueza na relação. É fácil entender de onde vem essa visão - quantas vezes você já assistiu um filme onde o casal só procura a terapia quando um lado já está gritando e jogando objetos no outro?

Ver as coisas dessa forma é um erro, pois a terapia de casal não tem o objetivo de consertar casais quebrados. O objetivo dela é apenas trazer mais saúde para os relacionamentos, o que é sempre possível e positivo.

Em resumo, se há um casal, é possível buscar a terapia. Nós sabemos, no entanto, que essa ainda é uma realidade distante, então vamos listar alguns sinais que mostram quando o casal pode estar precisando de ajuda terapêutica:

- Falta de acordo sobre questões importantes (educação dos filhos, emprego, local de moradia);

- Discussões fortes por assuntos bobos;

- Um dos lados não se interessa mais em passar tempo com o outro, e sempre tem algo mais importante para fazer;

- Um dos lados cria regras para o outro, reduzindo a sua individualidade;

- Ciúme patológico ou possessivo, com tentativas de controle;

- Um dos lados sempre se vê sozinho para tomar decisões e agir em nome do casal;

- Em casos de ofensa e outros tipos de violência psicológica - nesse caso é importante buscar ajuda logo na primeira vez, para evitar que o problema se torne ainda pior.

Como funciona a terapia de casal?

É importante saber o que esperar desse processo, e também o que não esperar, evitando criar expectativas que a terapia de casal não vai satisfazer.

A terapia de casal deve ser vista como um espaço ativo para os participantes. Isso significa que não basta falar os problemas ao terapeuta e esperar que ele crie uma solução. Esse profissional trará questionamentos e sugestões, mas a responsabilidade pelo sucesso é do próprio casal, e nenhum terapeuta no mundo pode “consertar” uma relação se as duas partes não estiverem comprometidas.

Na prática, a terapia de casal tem momentos conjuntos, com a participação dos dois, e individuais, para que uma parte dê o seu ponto de vista sem a interferência da outra. Não existe uma regra sobre o número ou a organização dos encontros, pois isso varia de acordo com o profissional e o casal.

O papel do terapeuta é apontar situações onde uma das partes pode estar lidando de modo inadequado com os próprios sentimentos, ou os da outra pessoa. Ele não é um juiz que decide quem está agindo de forma certa ou errada, mas um conciliador para mostrar o que uma parte espera da outra, e como as duas podem agir em conjunto para manter a relação.

A comunicação tem um peso fundamental nesse processo. Muitas vezes as falas e ações de uma parte do casal tem uma intenção, mas comunicam algo diferente para a outra parte.

Você pode ter se afastado para dar espaço, por exemplo, mas seu companheiro viu isso como um abandono. Talvez ele não entenda os seus motivos, nem você os dele, mas um bom terapeuta vai enxergar e apontar essa dinâmica para que vocês encontrem uma nova forma de agir em situações parecidas no futuro.

Conclusão

A terapia de casal é uma ferramenta valiosa para as relações, mas não é uma pílula mágica para consertar os seus problemas. Ela pode ser usada em qualquer relacionamento, mesmo os que estão indo bem, e vai exigir o comprometimento das duas partes para dar certo.

Além da terapia de casal, é muito importante que cada um esteja buscando formas de ficar bem consigo mesmo, resolvendo as próprias questões para evitar que elas afetem o parceiro ou a parceira. A autoterapia pode ser um recurso decisivo nesse processo, e você pode ter uma conversa gratuita com a nossa equipe para aprender mais sobre ela!

Artigo publicado em:
11/05/2022
foto romanni

Romanni Souza

Criador da Hipnose Transformacional, graduado em psicologia pelo Unipam, e pós graduado em neurociências pela PUCRS. Fundador do Instituto Romanni, com mais de 20 mil pessoas transformadas.

Siga-nos nas redes sociais

instagram bar
icone atendente
Fale conosco
(34) 8416-2218
Siga o Instituto Romanni nas Redes Sociais
ASSINE AGORA +
Romanni SouzaTermos de UsoPolitica de Privacidade
© Copyright 2021. Todos os direitos reservados. | Instituto Romanni. CNPJ: 23.476.391/0001-10