o que e autodidata

O que é autodidata e como você pode se tornar um

Mesmo se perguntando o que é autodidata, você provavelmente já foi um, pois descobriu coisas novas por conta própria ao longo do tempo!

Entender mais sobre o que é autodidata nos leva a caminhos inimagináveis, usando a vontade incessante por conhecimento, assim como a junção entre curiosidade e criatividade, para encontrar respostas às questões do cotidiano e desenvolver novas habilidades.

Essas são algumas características de pessoas autodidatas, que aprendem por conta própria, tornando-se mais organizadas e alcançando seus próprios objetivos. Mas o que é autodidata, exatamente, e como você pode se tornar um?

O que é autodidata?

Autodidata é alguém capaz de aprender as coisas sozinho. Se formos parar e refletir, ser autodidata é uma característica humana que a maioria de nós vai usar em algum momento da vida.

Mesmo se perguntando o que é autodidata, você provavelmente já foi um, pois descobriu coisas novas por conta própria ao longo do tempo.

Talvez você tenha aprendido a usar o seu computador ou smartphone, talvez um novo idioma, ou quem sabe uma teoria científica, sem passar por nenhum tipo de formação para isso? Até mesmo quando você pesquisou sobre o que é autodidata, e chegou a esse texto, já estava agindo como um!

O autodidata não é uma ilha

Esse é um mito sobre o que é ser autodidata, mas a verdade é que você pode estudar a partir de um livro ou assistir um vídeo sobre o assunto, por exemplo. O importante é buscar a informação por conta própria, usando metodologias ativas de aprendizagem para aprender.

Ser autodidata abre um caminho de possibilidades para nós mesmos, demonstrando que podemos aprender diversos conteúdos e tornando a busca por conhecimento um processo leve e flexível.

Entretanto é importante ressaltar que nem tudo na vida iremos aprender sozinhos. Existem conteúdos que demandam uma dinâmica coletiva para que o conhecimento seja feito de forma correta e sem equívocos, e o ideal é encontrar um equilíbrio entre os dois modelos.

É de se admirar quando encontramos uma pessoa que possui essas características de autodidata, afinal aprender por contra própria assuntos que possuem um certo grau de complexidade, ou até mesmo aqueles mais fáceis, é algo que chama atenção.

Muitas vezes a correria do dia-a-dia nos impossibilita de seguir esse caminho, pois ficamos atarefados com coisas desde trabalho à maternidade/paternidade, serviços domésticos, entre outras tarefas rotineiras que nos fazem deixar os estudos para depois.

Apesar das dificuldades, tornar-se autodidata é possível, e você não precisa mergulhar por horas nos livros para isso - basta seguir algumas técnicas para otimizar o seu tempo de estudo.

Benefícios de ser autodidata

O benefício mais evidente de se tornar autodidata é, sem dúvidas, a autonomia de controlar a si mesmo em direção ao conhecimento. No autodidatismo você tomará a iniciativa do que deseja estudar, e também poderá escolher por onde e como começar.

A metodologia é você quem cria!

Estudar dessa forma é uma característica de pessoas bem sucedidas, não apenas financeiramente, mas também no desenvolvimento pessoal, já que você pode aprender mais sobre si mesmo, suas preferências, pontos fortes e limitações.

Usando esse formato você também não precisa ser avaliado por alguém, apenas por si mesmo. Não será preciso fazer provas que parecem fazer pouco sentido em relação aos seus objetivos, e mesmo que você planeje usar as novas habilidades para conseguir um emprego, poderá demonstrar esse conhecimento na prática.

Ao estudar como autodidata, você também poderá escolher assuntos do seu interesse, investigar autores, autoras e teorias que despertam a sua curiosidade, criar as próprias teorias e até mesmo desenvolver algum projeto inovador - são várias possibilidades!

Como ser autodidata?

1. Planejamento: O planejamento é a chave para se tornar autodidata. Procure estabelecer metas e objetivos, defina prazos e horários do dia que serão reservados para a aprendizagem solo.

Nessa abordagem você poderá escolher formas de aprender que sejam prazerosas, um espaço aconchegante e gostoso de estar, e até uma música legal, se isso ajudar; mas ainda é importante construir uma rotina de estudos. Cuidado com muita flexibilização, pois o foco e a disciplina dependem do planejamento.

Em poucas palavras: autodidata não é bagunça!

2. A falha é comum: Nesse processo, é normal errar e estar equivocado. Uma vez que escolhemos caminhos e interpretamos de acordo com o que achamos correto, essas interpretações podem ser incorretas.

Tente partilhar o conhecimento adquirido, buscando ver outras perspectivas sobre o mesmo assunto. A internet é uma grande aliada nesse processo, pois permite encontrar livros, análises e teorias, tanto de professores e estudantes “tradicionais” quanto de outros autodidatas. 

3. Tenha uma rotina saudável: Isso é importante para tudo que realizamos na vida. Uma pessoa que esteja negligenciando a alimentação, sono ou a prática de exercícios físicos terá seu rendimento prejudicado e não conseguirá colocar seu planejamento estratégico em ação, o que acabará caindo nas dificuldades citadas anteriormente.

4. Tenha paixão e vontade de estudar: Muitas pessoas desistem de tornar-se autodidatas porque não se encontraram no tema que irão estudar, o que acaba gerando sentimentos negativos como incapacidade ou desânimo.

É por essas razões que o autodidatismo funciona melhor quando realmente queremos estudar o assunto, mergulhando de cabeça no conhecimento e sentindo que ele irá agregar de alguma forma aos nossos objetivos.

5. Seja ativo: Para ser autodidata, é necessário ter consciência de que precisa se aprofundar, fazer seus próprios questionamentos e reflexões com responsabilidade, assim como manter a curiosidade sempre em funcionamento. Você sempre deve priorizar as metodologias ativas de aprendizagem, que são feitas para quem deseja estudar sozinho.

6. Faça autoavaliações: Para saber se o conhecimento adquirido e as técnicas de estudos realmente estão fazendo efeito, tente falar do assunto com propriedade para si mesmo ou para os outros, veja se há muitos esquecimentos e se consegue pensar de modo claro.

Sempre que possível, use as habilidades na prática e avalie o seu progresso. É preciso ser sincero consigo mesmo sobre os avanços e as dificuldades, pois assim você pode encontrar os meios de aprimorar seu desempenho!

Conclusão

Agora que você já descobriu o que é autodidata, e como pode se tornar um, é hora de continuar a agir dessa maneira. Comece definindo qual tema você gostaria de aprender, ou qual habilidade quer desenvolver, pensando também na importância que isso tem para a sua vida!

Se você quer entrar de cabeça nesse mundo, confira agora a plataforma do Movimento Transformacional, com mais de 20 cursos para estudar no seu tempo, de onde estiver. Você também fará parte de uma comunidade com mais de 3.000 autodidatas em todo o Brasil - e até no exterior - para avançar cada vez mais rápido no seu aprendizado!

Artigo publicado em:
17/03/2022
foto romanni

Romanni Souza

Criador da Hipnose Transformacional, graduado em psicologia pelo Unipam, e pós graduado em neurociências pela PUCRS. Fundador do Instituto Romanni, com mais de 20 mil pessoas transformadas.

Siga-nos nas redes sociais

instagram bar
icone atendente
Fale conosco
(34) 8416-2218
Siga o Instituto Romanni nas Redes Sociais
ASSINE AGORA +
Romanni SouzaTermos de UsoPolitica de Privacidade
© Copyright 2021. Todos os direitos reservados. | Instituto Romanni. CNPJ: 23.476.391/0001-10