metodologias ativas de aprendizagem

Metodologias Ativas de Aprendizagem: Como impulsionar seus estudos?

Nas metodologias ativas de aprendizagem, quem estuda terá o papel de refletir sobre os seus objetivos no processo de aprender e estará completamente envolvido na construção da aprendizagem.

Metodologias ativas de aprendizagem vêm se tornando cada vez mais procuradas, afinal com o crescimento da internet ficou mais fácil nos tornarmos autodidatas, procurando formas de aprender que sejam flexíveis e nos tragam mais autonomia.

As metodologias tradicionais entre professor e aluno, geralmente vistas no ambiente escolar, nem sempre funcionam de maneira efetiva; portanto é necessário criar novas formas de aprendizagem, é aí que as metodologias ativas mostram sua força.

É importante ressaltar que essas mudanças precisam estar atreladas ao conhecimento crítico e reflexivo. Assim qualquer pessoa poderá usar as metodologias ativas de aprendizagem para dominar novos conteúdos, separando o que de fato é valioso.

Diferença entre metodologias ativas e passivas de aprendizagem

O primeiro ponto que devemos conhecer é a diferença entre metodologias tradicionais e metodologias ativas de aprendizagem. Todo processo de aprendizagem parte de um objetivo, de algo a ser estudado e investigado, ou seja, é uma ação.

No caso de metodologias ativas, quem estuda terá um papel autônomo de pensador, refletindo criticamente sobre os seus objetivos no processo de aprender, e estará completamente envolvido na construção da aprendizagem.

O próprio nome já nos dá a ideia de que algo haverá ação presente no processo.

Já nas metodologias tradicionais, o conhecimento é “transferido” de quem ensina para quem aprende, sem muitos movimentos críticos e reflexivos. O conteúdo está lá, e você precisa absorvê-lo.

É preciso entender que o conhecimento não é apenas uma caixa transferível, pois passa por intervenções e mudanças. Quando alguém aprende algo, está interagindo com o assunto utilizando suas próprias informações, opiniões e memórias.

Quais são as metodologias ativas de aprendizagem?

Um bom estudante sabe que é mais fácil aprender e lembrar se interagirmos com os conteúdos usando métodos de aprendizagem ativa, como:

  • Conversar;
  • Debater;
  • Reproduzir;
  • Classificar;
  •  Numerar;
  •  Definir;

Basicamente, tudo isso significa passar mais tempo discutindo as informações consigo mesmo ou com outras pessoas. Muitos estudantes relatam que lembram mais facilmente dos assuntos sobre os quais conversam após a aula, e isso não é por acaso. 

Quando você utiliza uma das técnicas acima, está ativando mecanismos de atenção consciente, e eles dizem ao seu cérebro que o conteúdo deve ser lembrado, pois é importante. 

Praticar: Encontre formas transformar o conteúdo em ação, ou como dizemos no Movimento Transformacional: inspire conhecimento, expire atitude. Quando praticamos, há um envolvimento emocional com a informação, e um uso ainda maior da atenção consciente - afinal é preciso ter foco no que está sendo feito.

Ensinar: Se você reparar bem, é muito comum ver os melhores alunos de qualquer turma conduzindo grupos de estudo. O mais interessante é que, assim, eles ganham um domínio sobre o conteúdo que nenhuma outra técnica oferece. 

Ensinar algo requer uma organização muito racional das informações - é preciso estruturar cada peça na sua mente de modo que outra pessoa consiga entender. 

Esse esforço consolida as memórias de forma profunda, pois o seu cérebro é obrigado a interagir com elas diversas vezes, pensando em exemplos ou técnicas, lidando com as dúvidas da outra pessoa e confirmando se você realmente aprendeu.

Qualquer estudante pode utilizar essas e outras metodologias ativas de aprendizagem, seja durante um curso ou em estudos por conta própria. O mais importante é que você não se prenda a ler textos e assistir conteúdos, utilizando as informações adquiridas de qualquer forma que permita reforçar o seu aprendizado.

Quais os seus benefícios?

Criatividade

Quando você utiliza metodologias ativas de aprendizagem, passa mais tempo interagindo e transformando os conteúdos. É uma abordagem que estimula a criatividade e o raciocínio lógico, pois está levando as informações para fora do seu “lugar comum” e permitindo que elas se misturem com outras ideias.

Autonomia e Flexibilidade

Você pode criar seus horários de estudo e passar mais tempo com os temas que despertaram seu interesse. Além disso, a qualidade do aprendizado não fica limitada às metodologias usadas por professores e instituições de ensino.

Confiança

Aplicar metodologias ativas de aprendizagem cria mais autoestima e confiança nos estudantes, pois permite uma evolução dinâmica que vai muito além da ideia sobre ser “inteligente” ou “burro”. Qualquer pessoa se torna capaz de aprender qualquer tema, já que estará usando técnicas mais adequadas ao seu próprio ritmo e interesse.

Como utilizar as metodologias ativas?

Planejamento: Existem várias metodologias ativas de aprendizagem, e também pode ser que você esteja tentando dominar conteúdos diversos. Planeje uma rotina de estudos considerando esses dois fatores, começando por testes para descobrir quais métodos te dão os melhores resultados.

Se você não tem muito tempo para estudar, o planejamento é ainda mais valioso, já que permite usar cada momento da melhor forma possível.

Ambiente Agradável: A ideia das metodologias ativas é que você se sinta confortável enquanto interage com os assuntos. Não é preciso se trancar numa biblioteca ou passar horas em frente ao computador, e você pode praticar onde achar mais estimulante.

Bons hábitos: Tenha uma alimentação saudável, evite alimentos pesados antes de estudar, priorize noites de sono e tente não sobrecarregar a si mesmo com tantas atividades. Lembre que o corpo é a nossa forma de interagir com o mundo, obter conhecimento e usá-lo para fazer algo novo, portanto é preciso ter cuidado para mantê-lo forte e energizado!

Diversificação: Quanto mais você buscar novas maneiras de passar mais tempo com os assuntos, maiores as chances de aprender com qualidade. Não tenha medo de explorar novas metodologias e investir algum tempo nelas, mesmo que os resultados iniciais pareçam ruins.

Cada pessoa terá o próprio ritmo de aprendizado, que varia de acordo com o método, e algumas não terão sucesso com uma ferramenta na primeira tentativa. Aprender é um processo que precisa ser pensado a longo prazo e necessita de reformulações constantes para ser cada vez mais eficiente.

Conclusão

Agora que você conhece as metodologias ativas de aprendizagem, seus benefícios e como aplicá-las, porque insistir em métodos que possuem poucos resultados efetivos, ou que você simplesmente nunca gostou?

Uma última dica é participar de comunidades com pessoas dispostas a ajudar nos seus estudos, discutindo os conteúdos, aplicando técnicas em conjunto e ensinando os atalhos que elas descobriram.

Ao entrar no Movimento Transformacional, você pode fazer parte de um grupo como esse, com mais de 3.000 pessoas aprendendo diariamente sobre desenvolvimento pessoal, memória e aprendizagem, planejamento, controle emocional e vários outros assuntos capazes de transformar a sua vida.

Conheça o Movimento Transformacional!

Artigo publicado em:
14/03/2022
foto romanni

Romanni Souza

Criador da Hipnose Transformacional, graduado em psicologia pelo Unipam, e pós graduado em neurociências pela PUCRS. Fundador do Instituto Romanni, com mais de 20 mil pessoas transformadas.

Siga-nos nas redes sociais

instagram bar
icone atendente
Fale conosco
(34) 8416-2218
Siga o Instituto Romanni nas Redes Sociais
ASSINE AGORA +
Romanni SouzaTermos de UsoPolitica de Privacidade
© Copyright 2021. Todos os direitos reservados. | Instituto Romanni. CNPJ: 23.476.391/0001-10