Como lidar com críticas

Como lidar com as críticas? | Um processo para ter mais confiança.

Por mais que a gente busque silenciar as opiniões alheias e manter o foco no que precisa ser feito, muitas vezes é difícil saber como lidar com as críticas - ou melhor, como lidar com pessoas que criticam seu trabalho ou suas escolhas de vida.

Antes de falar mais sobre como lidar com as críticas, é importante você entender de onde surge esse tipo de comportamento.

Em qualquer área da vida, é fácil apontar três tipos de pessoas, ou três atitudes possíveis, e elas nos mostram uma verdade importante: a crítica reflete mais sobre o outro do que sobre você. Nós podemos:

  • Fazer;
  • Falar sobre o que os outros estão fazendo ou sobre o que você pretende fazer;
  • Criticar o que está sendo feito.

Quem está fazendo algo simplesmente não tem tempo para criticar o trabalho ou as decisões alheias. Essa pessoa estará preocupada com os resultados das suas próprias atividades, e tentará manter o foco nelas para se sair bem.

As pessoas que falam sobre as atitudes das outras, com admiração ou desejo de fazer algo parecido, embora não estejam agindo, também não costumam criticar. Elas alimentam uma espécie de sonho, pensando que podem fazer algo semelhante um dia.

Por fim, temos quem está criticando.

Isso já nos mostra que uma pessoa crítica, normalmente, não é uma pessoa ativa. Ela até pode ter um emprego ou um relacionamento estável, por exemplo, mas não está agindo para melhorar nessas situações, já que seu tempo é gasto em comentários sobre os demais.

É fácil encontrar padrões claros desse comportamento nos grupos pela internet. Entre os escritores iniciantes, por exemplo, existem muitas e muitas críticas ao Paulo Coelho, que já é um autor consagrado, com milhões de livros vendidos e fãs no mundo inteiro.

Se você entrar num desses grupos, pode achar que o trabalho dele é terrível, mas se olhar com um pouco mais de calma, vai notar o padrão: escritores em busca de informações para melhorar sua técnica, ou que estão trabalhando em um projeto, não costumam fazer as críticas, e elas ficam por conta daquelas pessoas que “um dia” vão publicar algo.

Perceber esse tipo de comportamento nos ajuda a entender melhor como lidar com as críticas, sabendo que, em primeiro lugar, elas não dizem muita coisa sobre o seu trabalho ou as escolhas que você faz.

Como lidar com as críticas: uma lição do marketing

Qualquer estudante de marketing e comunicação já deve ter ouvido falar sobre o conceito de Posicionamento. Ele é como uma ideia, ou um conjunto de ideias, associado a determinada marca, produto ou serviço que consumimos.

Nos computadores, por exemplo, a competição entre Apple e Microsoft sempre foi muito acirrada, e embora as duas empresas vendessem produtos com um mesmo nome - computadores - seus posicionamentos sempre foram bem diferentes.

Os usuários da Apple podem falar que a Microsoft tem produtos muito básicos, comuns, sem graça, e assim por diante. Consumidores da Microsoft, por sua vez, podem afirmar que os computadores da Apple são difíceis de usar, muito caros, incompatíveis com outras máquinas, etc.

São críticas importantes, que poderiam até levar uma empresa à falência, mas para as duas isso não tem um valor tão grande, pois elas assumem posicionamentos claros, que usam para conquistar parcelas diferentes do mercado, mesmo que isso custe uma parcela diferente.

Agora imagine se os executivos da Microsoft encarassem com preocupação cada crítica à empresa, e sempre buscassem fazer computadores mais parecidos com os da Apple? Sua marca se tornaria apenas uma cópia, sem objetivos ou valor próprios.

Isso é o que acontece com quem não sabe como lidar com as críticas: uma busca por adequação, que tira a identidade das pessoas, transformando elas em uma cópia mal feita de alguém diferente, e não a melhor versão de si mesmas.

Se você não tem um posicionamento na vida, pode até evitar críticas, mas vai perder sua autenticidade e o potencial de se desenvolver, já que sempre estará se colocando em cima do muro, sem tomar decisões e aproveitar as oportunidades.

Por outro lado, quando você decide se comprometer com as suas ideias e se aproximar de pessoas que tem pensamentos semelhantes (e estão agindo!), aumentam as chances de se tornar o melhor naquilo que faz, mesmo quando houver alguém fazendo parecido.

Isso acontece porque sua forma de fazer será única, autêntica, assim como nos exemplos da Apple e da Microsoft, cujos computadores podem ser descritos quase como produtos diferentes, embora tenham basicamente os mesmos alicerces.

Saber como lidar com as críticas, portanto, significa aceitar que - em todas as suas ações - algumas pessoas vão ajudar ou admirar, enquanto outras vão criticar; e as únicas formas de evitar isso seriam deixar de agir ou fazer tudo conforme as opiniões alheias, sufocando a sua individualidade.

Com isso em mente, eu quero que a partir de hoje você comece a focar no que seu posicionamento pode oferecer de único e positivo ao mundo, anote isso em um lugar visível, e olhe para essa anotação toda vez que estiver na dúvida sobre como lidar com as críticas.

Pense na sua história, nos aprendizados que teve e nas suas ideias para um futuro melhor, e pense também em como tudo isso - que, na verdade, é você - pode gerar algo de positivo na sua vida, na vida de quem está ao seu redor, e no mundo como um todo.

Agora dedique todas as suas energias a fazer o que acredita ser o certo!

Encare as opiniões das pessoas como uma possível fonte de aprendizados - já que elas possuem histórias e visões diferentes, podendo notar algo que escapou ao seu radar - mas sem deixar que o seu valor único seja medido por essas opiniões.

Saiba diferenciar opiniões positivas e ensinamentos de críticas. Uma pessoa pode dizer que você faria seu trabalho mais rápido usando uma certa ferramenta ou metodologia, por exemplo, enquanto outra só reclama que você está indo muito devagar.

A primeira está oferecendo uma ajuda, que você pode agradecer e aceitar ou descartar, enquanto a segunda, de forma intencional ou não, só está tentando fazer você se sentir mal com a sua forma de agir, sem acrescentar nada de positivo.

Lembre-se que isso fala mais sobre a vida dela do que sobre a sua, e você saberá como lidar com as críticas!

Quer transformar sua vida e a das pessoas a sua volta? Acesse romanni.com.br/movimentotransformacional e faça parte da maior comunidade de transformação de vidas.

Artigo publicado em:
09-04-2021
foto romanni

Romanni Souza

Criador da Hipnose Transformacional, graduado em psicologia pelo Unipam, e pós graduado em neurociências pela PUCRS. Fundador do Instituto Romanni, com mais de 20 mil pessoas transformadas.

Siga-nos nas redes sociais

instagram bar
logo instituto romanni hipnose
icone atendente
Fale conosco
(34) 9 8408-2180
Siga o Instituto Romanni nas Redes Sociais
romanni cursos